Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 6 de fevereiro de 2010

A Degradação da Ciência

Do 'aquecimento global', à biologia, à psicologia, à sociologia, a corrupção flagrante da ciência está a ficar fora do controle

  • "O último achado fóssil 'espectacular'", por Joseph Farah, que se pergunta por que os cientistas afirmam que a descoberta de que o polvo não evoluiu em 95 milhões de anos prova a evolução - ao invés do oposto
  • "A política também governa as biociências" por Jack Cashill, que expõe os preconceitos flagrantes anti-religião na Smithsonian
  • "Por que os académicos abraçam a evolução" por Marylou Barry, que cita cientistas e intelectuais que admitem a verdade: "Eu não quero acreditar em Deus"
  • "O Dogma cómico do evolucionista", por Alan Keyes, que pergunta porque o "emocionalismo dogmático" domina a investigação supostamente científica sobre as origens da vida
Verifiquem aqui. A presunção e a arrogância cientifica, especialmente com o Climategate e com a evolução, atingiu um ponto de ruptura. Espero que a corrupção da ciência se depare com uma exposição e denuncia crescente nos próximos dias. Destaques incluem:

  • "O que os cientistas sabem?" por Joseph Farah, sobre a diferença entre um consenso científico e um consenso político
  • "Dados históricos do clima são apagados online" por Chelsea Schilling, expondo o cientista que alterou mais de 5.000 entradas da Wikipedia para anunciar de forma sensacionalista a agenda do aquecimento global
  • "Politizando a ciência", por Thomas Sowell, que adverte que, quando o governo se envolve, "não espere a busca desinteressada da verdade"
  • "Boletim de ciência: 'Sol aquece a Terra!'" por Jerome R. Corsi, que fala do cientista russo, cuja pesquisa prevê o arrefecimento global
  • "Já chega!" Por Walter Williams, que diz que os climatólogos nos têm "alimentado com mentiras, e envolveram-se em fraudes científicas e académicas, e cometeram actos criminosos"
  • "Como o governo corrompe a ciência", por Art Robinson, em que o pesquisador veterano expõe as consequências perversas, poderosas e destrutivas da ajuda "federal"
  • "'A posse de armas como doença' atinge o seu auge", por Wayne LaPierre, que mostra porque um estudo que reivindica que a posse de armas de fogo aumenta o risco de morte das pessoas é "pateta"
  • "Porque grupo de psicólogos defende o casamento entre pessoas do mesmo sexo", por David Kupelian, que pergunta porque a American Psychological Association defendeu que o sexo entre adultos e crianças era inofensivo no seu jornal peer-reviewed
  • "Síndrome do médico que não faz a mínima ideia", de David Kupelian, que explica porque os psiquiatras e psicólogos de hoje podem ser perigosos para a saúde
  • "Cientista de renome finalmente admite a ligação entre o aborto e o cancro da mama" por Jill Stanek, que relata que após sete anos de negação, o Instituto Nacional do Câncer publicou a verdade politicamente incorrecta
  • "Presidente da ciência de Obama: O aborto pode salvar o planeta", de Jerome R. Corsi, que documenta como o czar da ciência John Holdren escreveu um livro dizendo que a esterilização forçada pode ser necessária
  • "Quer salvar o planeta? Proíba os bébes"
  • "O último achado fóssil 'espectacular'", por Joseph Farah, que se pergunta por que os cientistas afirmam que a descoberta de que o polvo não evoluiu em 95 milhões de anos prova a evolução - ao invés do oposto
  • "A política também governa as biociências" por Jack Cashill, que expõe os preconceitos flagrantes anti-religião na Smithsonian
  • "Por que os académicos abraçam a evolução" por Marylou Barry, que cita cientistas e intelectuais que admitem a verdade: "Eu não quero acreditar em Deus"
  • "O Dogma cómico do evolucionista", por Alan Keyes, que pergunta porque o "emocionalismo dogmático" domina a investigação supostamente científica sobre as origens da vida
  • "Sobre cientistas e Deus", por David Kupelian
(por William Debmsky)

0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução