Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
domingo, 30 de setembro de 2007

Um besouro e os engenheiros aeronauticos

Andy McIntosh arranjou um sócio pouco habitual para a sua pesquisa de engenharia - um sócio com seis pés.

Um professor de termodinâmica e da teoria da combustão na universidade de Leeds em Inglaterra, McIntosh está procurando uma maneira mais fiável de retomar a ignição dos motores de turbina de gás dos aviões, que por vezes se apagam durante o vôo. Quando isto acontecer, um elétrodo dispara, produzindo uma pequena explosão que envia uma onda de partículas carregadas para o motor. Infelizmente, estas partículas não viajam sempre distante o suficiente para provocar uma reação.

É aqui que McIntosh encontrou uma inspiração biológica. Comum por todo o mundo, o Besouro Bombardeiro (Brachinus) tem uma defesa única contra seus predadores. Ao produzir um jogo de explosões químicas repetidas numa câmara de combustão no seu abdômen, o inseto cría uma arma biológica de Gatling capaz de disparar um jato líquido fervendo, em quase todas as direções. “Escaldá-lo-á se você puser a sua mão próximo,” diz McIntosh . As “râs, as aranhas, as formigas e os pássaros que tentam comer esta criatura são parados por esta ejeção, aprendendo assim que não lhe devem tocar.”

Os projetos naturais envolvidos são tão eficientes que McIntosh quer adaptá-los para melhorar os dispositivos de retoma de ignição dos motores. Especificamente, descobriu que a forma da câmara de combustão do besouro e seu bocal são muito importantes para maximizar a quantidade de material ejetada por cada explosão. E “que isso poderia ser a vantagem grande para os dispositivos de re-ignição das turbinas de gás,” diz. Uma ejeção mais eficiente podia lançar partículas ionizadas mais longe dentro do motor que se apagara, aumentando a possibilidade de reiniciá-lo com sucesso.

[...]

Para além dos dispositivos de re-ignição dos motores, McIntosh diz que imagina aplicações futuras da técnica eficiente da ejeção do besouro bombardeiro, incluindo a tecnologia de foguetes, os airbags dos automóveis e veículos aéreos, embora todas estas estejam além do objectivo do seu estudo atual.

Ambos concordam que a biologia tem muitas mais lições para os projectistas humanos. “Eu penso que o mundo natural está cheio de projetos excelentes dos quais nós podemos aprender,” diz McIntosh. “E eu penso que deve haver muito mais contato e interação entre bons biólogos e engenheiros. Esta interação entre as disciplinas, eu penso, precisa ser feito com muita mais frequência. ” - Greg Ross

(American Scientist)

2 comentários:

  1. ola.
    gostei do texto.
    e vc tem mais imagens do inseto?
    aonde posso axar?
    imagens fieis mesmo!
    abraço!

    ResponderExcluir
  2. Pesquisando no google vc encontra muitas imagens do besouro. Veja só:

    Imagens do Besouro

    abraço

    ResponderExcluir





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução