Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Fundamentalismo Darwinista na SIC

No último post vimos aqui um exemplo de falta de isenção jornalística num programa da RTP 2. Agora foi a vez da SIC que colocou no ar uma noticia que evidencia bem a forma servil como alguns jornalistas se colocam ao serviço do darwinismo. A cumplicidade dos meios de comunicação que ajudam à doutrinação do público.

Aqui fica mais um exemplo triste de um jornalismo que deixa de seguir os parâmetros mínimos de isenção e embarca no apoio incondicional e tendencioso à ideologia naturalista/materialista do darwinismo. Vejam:

video fanatismo darwinista sic portugal

Darwin, o novo Jesus

Diz o jornalista:

Na ciência pode dizer-se que há um antes e um depois de Darwin, tal como no Cristianismo o tempo é marcado por Jesus. Charles Darwin nasceu há 200 anos e há 150 escreveu a obra com que mudaria o curso da história.
[muito interessante esse paralelo e revelador - darwinismo é religião disfarçada de ciência! Já tem redentor, uma data para marcar a contagem do tempo, e uma obra para livro sagrado - o evangelho darwinista]

Quem sabe um dia comecem todos a colocar o pinheirinho e a reunir a família para celebrar a natividade de 12 de Fevereiro... Rsrsrs


Fanatismo de José Feijó

Este darwinista já nos tinha brindado com uma evidência de que a Teoria da Evolução, que tantos gostam de dizer que é ciência, afinal tem pretensões a invalidar questões de carácter transcendente, quando disse na RTP 2:

A Teoria invalidou o carácter divino dado à espécie humana!

Pois é! Como é que uma Teoria que fosse cientifica, poderia invalidar o divino do que quer que fosse??? Acho que esse José Feijó deve ser um teólogo disfarçado de biólogo!
Mas, ainda não viram nada. Reparem no que ele diz agora na SIC:
A partir do momento que a ciência diz: "não há intervenção divina na criação do homem", retiramos Deus da criação divina.

Como é que é???? A ciência pode dizer essas coisas??? Claro que não! Agora o darwinismo pode, por isso é que darwinismo não é ciência!
Hehehehe... essa de retirar Deus da criação divina... acho que o darwinismo está a fazer mal ao raciocionio lógico deste darwinsta. É o que dá dedicar-se a especulações e fantasias transformistas...
Já desiludiu como biólogo, agora parece que nem para teólogo tem jeito!... Parece que só tem futuro como darwinista mesmo! rsrs


José Feijó confirma que o Darwinismo não é ciência

Depois de mais um serviço de desinformação por parte do jornalista da SIC quando abana com o espantalho do criacionismo dizendo:
Num momento em que há zonas do mundo como os Estados Unidos onde o evolucionismo continua a ser substituído pelo criacionismo no ensino escolar.

Que eu saiba nos Estados Unidos o que está em causa é se deve ser ensinada ou não aos alunos a controvérsia em torno da Teoria da Evolução, se os alunos devem ou não ter conhecimento dos problemas e falhas da Teoria da Evolução, e não só ensinar virtudes como aconteceu comigo nas aulas de biologia e como penso que ainda acontece por essas escolas deste país. É lógico que ao ensinar uma perspectiva mais realista sobre a Teoria da Evolução obriga ao ensino de outras perspectivas cientificas tais como o Design Inteligente, o que retira o monopólio do ensino aos darwinistas e a exclusividade da Teoria da Evolução como possibilidade de explicação dos fenómenos biológicos e da vida.
Mas esses fundamentalistas só sabem é recorrer ao bicho papão do criacionismo, em vez de informarem com isenção e profissionalismo.

E José Feijão dá um tiro no próprio pé:
"Nos Estados Unidos tem a ver com o facto de haver cerca de 50 e tal por cento da população a acreditar que Deus criou o mundo em 7 dias e ter uma visão bíblica da criação, isto é um problema cultural, não é um problema cientifico. São tentativas de enfiar uma perspectiva religiosa e uma tendência religiosa no ensino da ciência. Seria o fim da ciência como é óbvio. Se a ciência não é factual e não é empírica não é ciência."

Ou seja, darwinismo não é ciência, pois não é factual nem empírico (particularmente em relação ao pressuposto fundamental do antepassado comum a todos os seres vivos). O que é óbvio é que uma tendência religiosa já se enfiou na ciência e no ensino há muito tempo, e é mesmo celebrada todos os anos a 12 de Fevereiro. E a presença do darwinismo na ciência, para além de um problema cultural é um problema cientifico, pois tem condicionado a ciência, colocando limites nas linhas de investigação que "têm que ser darwinistas para serem cientificas", e não permitindo que os limites/limitações da Teoria da Evolução, e as suas falhas, sejam convenientemente estudadas e divulgadas.


Darwin o génio?


Quando a artista francesa disse que tiveram várias dificuldades porque não tinham o crânio de Darwin para fazerem a reconstituição, não pude deixar de me lembrar que o cérebro de Einstein foi removido para preservar 7 horas depois de sua morte. Einstein é um bom exemplo de um génio cientista cujas teorias mudaram efectivamente a ciência, que trouxe algo realmente novo à ciência, mas de quem não se faz comparações com Jesus, não há um einsteinismo, nem um dia de Einstein para celebração mundial. Isto mostra bem que o tratamento diferenciado a Darwin, em detrimento de tantos grandes cientistas, ultrapassa a ciência, esconde motivações filosófico-ideológicas que nada têm a ver com ciência.


Vejam também o post:
DARWIN, 200 ANOS DEPOIS


0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução