Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 19 de setembro de 2009

T.rex no sapato dos evolucionistas

Tyrannosaurus rex - Raptorex kriegsteiniO T.rex está a tornar-se uma pedra no sapato para os evolucionistas a cada dia que passa!...

Há uns meses atrás descobriram tecidos moles (vasos sanguíneos, células, proteínas) dentro do osso de um dinossauro Tyrannosaurus rex, supostamente preservados por muitos milhões de anos.

Agora os evolucionistas voltaram a ficar mal na fotografia com o T.rex. Descobriram o fóssil de uma miniatura do T.rex, o Raptorex kriegsteini.
Os evolucionistas defenderam durante muito tempo que a forma estranha do corpo do T.rex evoluiu como consequência do seu grande tamanho, e certamente construiram argumentos técnicos muito fortes fundamentados na análise anatómica. Mas agora descobriram um dinossauro com as mesmas formas anatómicas do T.rex, mas cerca de 100 vezes mais pequeno, e que terá precedido aquele dinossauro gigante.

Teoria destruída

A equipa acredita que o novo fóssil subverte completamente a opinião amplamente aceite sobre a evolução dos tiranossauros.

Até agora pensava-se que a forma estranha do seu corpo tinha evoluído como uma consequência de seu grande tamanho.

O registo fóssil confirma a teoria anterior de que à medida que o tiranossauro desenvolveu uma dimensão verdadeiramente gigante ao longo do tempo, eles precisaram modificar seus esqueletos para que eles pudessem continuar a funcionar como predadores à medida que cresciam em tamanho.

Segundo o co-autor Stephen Brusatte, do Museu Americano de História Natural de Nova York: "O Raptorex, a nova espécie, realmente arrasa com esse padrão observado.


O animal ficou enterrado na beira de um lago no nordeste da China
"Aqui temos um animal que é cerca de 100 vezes mais pequeno que o T. rex, mais ou menos do meu tamanho, mas com todas as características típicas - a cabeça grande, os músculos fortes, os braços minúsculos - estas características pensava-se serem adaptações necessárias para um predador com um grande corpo.

"Portanto, na verdade podemos dizer que estes recursos não evoluíram como uma consequência do grande tamanho corporal, mas que evoluiu como um conjunto eficiente de armas predatória em um animal que tinha apenas 1/100 do tamanho do T. rex, e que viveu 60 milhões anos antes de T. rex. "

O registro fóssil diz-nos que os tiranossauros só atingiram tamanhos enormes durante os últimos 20 milhões de anos do Cretáceo.

O Dr Brusatte disse: "Então, isso significa que para a maior parte da sua história evolutiva, cerca de 80% do tempo que eles estiveram na Terra, os tiranossauros eram pequenos animais que viveram na sombra de outros tipos de predadores de dinossauros muito grandes.

"Em suma, muito daquilo que nós pensávamos que sabíamos sobre a evolução do tiranossauro acaba se revelar demasiado simplista ou completamente errado".

Fonte: BBC News


Ou seja, mais um caso que prova bem que muitas das histórias que os evolucionistas contam sobre a evolução dos seres vivos podem não passar de especulações que são fruto de fantasias assentes em pressupostos evolutivos sem qualquer evidência real.

Quantas mais fantasias evolucionistas não haverão por aí tidas como certezas amplamente aceites entre cientistas evolucionistas?

0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução