Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
quarta-feira, 26 de setembro de 2007

De onde vêm tantas RAÇAS de CÃES ??!

Há dias assisti a um documentário fabuloso num dos canais da TV Cabo acerca da extraordinária variedade de raças de cães que existem actualmente. Apesar de todas as variações impressionantes, todos eles continuam a pertencer a uma mesma espécie.

E apesar de algumas diferenças comportamentais, do ponto de vista genético os cães não podem ser classificados numa espécie diferente do seu antepassado: o LOBO (canis lupus).
Por outras palavras, o DNA dos lobos é praticamente igual ao de qualquer raça de cão desde o minusculo Pinsher ao gigante São Bernardo. O lobo é da mesma espécie de todas essas raças de cães tão diferentes entre si.

A certa altura o investigador disse:
"O que é mais intrigante é o DNA do lobo conter todos os genes que viriam a originar todas essas raças de cães tão diversificadas e com tantas caracteristicas diferenciadas."

Mas parece que não há bela sem senão... o isolamento genético que levou às raças puras tão desejadas pelo homem, trouxe também patologias especificas a cada uma dessas raças puras de cães (doenças que normalmente estão associadas a determinada raça pura).

Bem, que outra conclusão se pode tirar senão de que o lobo não precisou evoluir para se transformar num animal anatomicamente feito para correr, como é o galgo, ou para se transformar num animal de companhia que cabe num bolso como um chiuaua. Não! Não foi preciso evoluir! Bastou isolar alguns dos seus genes... e PUFF centenas de raças de cães de todas as cores e feitios!!!

P.S. - A maior parte das raças de cães que conhecemos actualmente só surgiram nos últimos 100 anos.

_______


Antepassado de todos os cães - O LOBO (Canis Lupus)
















E aqui fica ,mais uma pequena amostra da impressionante variedade de raças de cães, todas elas são da espécie Canis Lupus, tal como o lobo:

Canis Lupus Chiuaua


Canis Lupus Galgo


Canis Lupus São Bernardo


Canis Lupus Yorkshier Terrier


Canis Lupus Cocker Spaniel


Canis Lupus Dalmata


Canis Lupus Bulldog


Canis Lupus Pequines


Canis Lupus Shar Pei


_______


Raças endémicas de Portugal

Na revista "National Geographic" de Maio veio um artigo interessante intitulado "O Mapa Escondido do Cão". É sobre um projecto de avaliação da diversidade genética das raças de cães portuguesas levado a cabo por Elisabete Pires, do Instituto Nacional de Engenharia.

Algumas das ideias deixadas neste artigo parecem corroborar a afirmação do investigador do documentário do inicio deste tópico. Recordando a afirmação daquele investigador:
"O que é mais intrigante é o DNA do lobo conter todos os genes que viriam a originar todas essas raças de cães tão diversificadas e com tantas caracteristicas diferenciadas."

Raciação = perda de variabilidade
Quando questionada acerca da composição genética única de algumas raças Elisabete Pires responde da seguinte forma:
"pode tambem ter acontecido que ao longo do tempo, se tenham perdido alguns genótipos por deriva genética e/ou selecção. No caso do cão de castro Laboreiro, por exemplo chegamos à actualidade com uma composição genética muito particular e uma baixa variabilidade genética."

Repararam que ela disse perder genótipos?!! Produção de raças implica perda de informação relativamente ao genoma do "Lobo primordial".
Repararam também que o cão de Castro Laboreiro apresenta "baixa variabilidade genética". Ou seja se percorressemos a arvore geneologica em direcção à base encontrariamos cada vez mais variabilidade até ao avô Lobo...

Lobo Ibérico não foi domesticado
Uma das hipóteses do projecto era investigar sobre possiveis eventos independentes de domesticação do lobo ibérico. Queriam perceber se algumas das raças portuguesas de cães teriam tido a participação do lobo ibérico na sua origem. Concluiram que as raças portuguesas partilham a mesma origem de outras no mundo, ou seja, chegaram cá os primeiros cães e foram apuradas as raças a partir destes.



Veja outro post que trata dos problemas de saúde nos cães de raça pura e suas implicações para a Teoria de Darwin:




Um comentário:

  1. EU ja tive convivencias com lobos selvagens em uma mata selvagen sem comida e agua
    tive qu aprender vendo os lobos fazerem
    sou paixonado por lobos e caes de qualquer raça qu seja
    hoj onde eu moro tenho uma cachorrinha da raça yorkshier

    ResponderExcluir





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução