Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 29 de setembro de 2007

Mais um erro dos evolucionistas

Nove dentes de gorila fossilizados encontrados na Etiópia puxam bem para trás o galho cronológico da história evolutiva entre macacos-antropóides e humanos quase duas vezes o tempo previamente aceito pelos cientistas evolucionistas. A revista Nature relatou que os pesquisadores dataram o fóssil aproximadamente entre 10.5 e 11 milhões de anos. Anteriormente, a data aceita pelos evolucionistas para a divergência entre macacos-antropóides e humanos era de 6 a 7 milhões de anos.

As implicações desta descoberta na teoria da evolução humana é que tudo vai ter que ser datado bem para trás no tempo em relação ao que os evolucionistas acreditavam antes desta descoberta. Por quê? Porque este "gorila" agora descoberto era essencialmente moderno em pelo menos 2 milhões de anos antes de a altura em que os evolucionistas acreditavam que o ancestral comum teria existido.

_______


Grande ROMBO na evolução humana

A descoberta, em princípio, parece ser só um detalhe da evolução dos primatas: provavelmente o mais antigo membro da linhagem dos gorilas, cujos dentes, com idade aproximada de 10,5 milhões de anos, acabam de ser desenterrados no interior da Etiópia.
Mas os parcos restos mortais desse pré-gorila também podem chacoalhar os galhos da árvore evolutiva humana. A idade deles sugere que nossos ancestrais diretos se separaram dos demais grandes macacos muito antes do que se imaginava, o que abre um imenso rombo na genealogia do Homo sapiens.

[...]

Surge, então, um rombo dos grandes. Até agora, o mais antigo ancestral direto do homem, ou hominídeo, como se diz, atende pelo nome de Sahelanthropus e tem só 6 milhões de anos. Considerando que os gorilas já estavam separados de nós e dos chimpanzés há 10,5 milhões de anos, pode muito bem que ser que exista uma longa série de hominídeos antiqüíssimos, posteriores à separação entre nossa linhagem e a dos chimpanzés, ainda a ser descobertos.

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL91859-5603,00.html


_______

Nove dentes de gorila e a confissão da Ignorância Evolucionista

Frequentemente só depois dos Darwinistas relatarem uma nova descoberta fossil é que admitem retroactivamente o pouco que eles sabiam previamente sobre uma determinada transição evolucionária. Isto aconteceu outra vez recentemente quando uma equipa de paleoantropologos relataram ter encontrado dentes de gorila com 10,5 milhões de anos que a "Nature News" alegou “ajudar a preencher uma grande lacuna no registro do fossil.” A acompanhar este achado, entretanto, veio um impressionante reconhecimento de ignorância a respeito da evolução dos seres humanos:

“O registro fossil humano vai até 6 a 7 milhões de anos atrás, mas nós não sabemos nada sobre como a linha humana emergiu realmente dos grandes macacos,” disseram os investigadores numa declaração na quarta-feira que acompanhou a publicação de seu estudo na revista Nature.“Chororapithecus dá-nos o primeiro vislumbre da ligação aos grandes macacos na história origens humanas.”

(Michael Kahn, “Fossil hints at earlier split in our family tree,” 8/22/07)


Assim, aí têm, estes paleoantropologos admitem: “nós não sabemos nada sobre como a linha humana emergiu realmente dos grandes macacos.” Tais confissões de ignorância são acompanhadas tipicamente por relatórios de um achado fossil que forneça realmente algum tipo de evidência interessante para a evolução. Neste caso, nós temos a confissão, mas eles não forneceram a evidência que suportaria a evolução. A Nature admitiu que a equipa de pesquisa “baseou sua conclusão em apenas nove dentes de pelo menos de três indivíduos da espécie.” E quão interessantes são estes dentes? De acordo com a Nature News, “os dentes, oito molares e um canino, “são coletivamente indistinguiveis das subespecies do gorila moderno no tamanho, proporcão e na estrutura interna scaneada.” Se você não achar que isto fornece evidências de que os seres humanos evoluíram de espécies de grandes macaco, junte-se ao clube.

Resumindo, depois de este achado que era suposto preencher "uma grande lacuna”, nós somos deixados com nove dentes do gorila e o reconhecimento de que “nós não sabemos nada sobre como a linha humana emergiu realmente dos grandes macacos.” Talvez neste caso, a confissão de ignorância sobre a evolução humana não era afinal assim tão retroactiva.


0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução