Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 31 de maio de 2008

Os engenheiros de automóveis recorrem à evolução darwiniana ou ao design inteligente ?

Aston MartinAston Martin DesignNão leiam demasiado este post, mas encarem-no como uma série de observações curiosas. Dizem-nos muitas vezes que o Darwinismo é como uma bala científica mágica que pode resolver qualquer coisa. Os Darwinistas adoram citar Theodosius Dobzhansky, dizendo: "nada na biologia faz sentido excepto à luz da evolução". Também nos dizem que o design inteligente ameaça destruir a ciência. No entanto, não posso deixar de notar que, quando os engenheiros projectam tecnologia para ser vendida ao público, eles preferem falar-lhes sobre processos de Hyundai Genesisconcepção inteligente em vez de selecção não direccionada e mutações aleatórias. Recentemente deparei em esta publicidade de um carro Hyundai, que diz: "o nome i30 foi escolhido de forma a reflectir o estilo europeu do automóvel e todo o seu design inteligente." Decidi ver se há outros exemplos como este, e a pesquisa revelou muitos exemplos:

honda civic si interiorO site "CarReview.com" procedeu a uma revisão do Honda Civic SI e elogia o seu "aspecto interior muito moderno, com linhas fluídas e um design inteligente". Na verdade, o próprio site da Honda tem uma página com especificações sobre o Honda roadster S2000 que afirma, "Mais detalhes de design inteligente, tais como molas de válvulas leves e a utilização de placas de baixo atrito, prova que o Honda S2000 é um modelo perfeito de engenharia".

Uma notícia sobre a nova "tecnologia avançada de comunicação veículo-semáforos" da Nissan intitula-se "Design Inteligente, Transporte-Estilo, Da Nissan." toyota camryUm artigo sobre o Toyota Camry afirma que, "o Camry de 2006 redefine normas globais para o conforto, segurança e design inteligente". Algures a Toyota anuncia um protótipo amigo do ambiente que obtém grande economia de combustível, em parte, porque a "redução de peso é alcançada pelo design inteligente dos componentes interiores, tais como o painel de instrumentos, e módulos de aquecimento". Da mesma forma, um artigo no Toyota.com acerca dos Híbridos Camry classifica o carro de "um sedan de classe mundial que não só redefine normas globais para o conforto, desempenho e design inteligente, mas também está disponível, pela primeira vez, com o Hybrid Synergy Drive da Toyota".

Uma notícia que anuncia uma linha de RV diz: Intelligent Design Features Incorporated Into Fleetwood's 2006
Lexus LF ABounder Diesel and Expedition RV's.” Mesmo a Lexus entra em acção, relatando no seu site Lexus.com que a inspiração por trás do Lexus SC430, "foi a de criar um ambiente elegante, sofisticado e de design inteligente". Na verdade, um blog do Wall Street Journal escreve sobre os esforços da Chrysler para melhorar os seus produtos, intitulando o artigo de: "O Argumento a Favor Do Design Inteligente da Chrysler".

Chrysler 300C

Estes anúncios publicitários e de opiniões não dizem "variações-aleatórias-e-design-baseado-em-selecção-não-guiada". Eles dizem "design inteligente". E quando os anunciantes mencionam a "evolução" de um produto, quase podemos apostar que com certeza é "evolução" guiada por inteligência, e não processos darwinianos de mutações aleatórias e selecção natural não guiada.

E, antes de começar a criticar apontando razões pelas quais não gosta deste post, não se esqueça minhas palavras no início: "Não leiam demasiado este post, mas encarem-no como uma série de observações curiosas".

Finalmente, se você quer um bom exemplo de um sistema de complexidade irredutível, tente este pequeno vídeo da publicidade do Honda Accord. A publicidade termina dizendo, "Não é agradável quando as coisas simplesmente funcionam?" Você não vai encontrar ninguém que sugira que as máquinas nesta publicidade "funcionam" devido a alguma coisa que não seja o design inteligente:




(por casey Luskin)



Nota: Aquele video é o mesmo que já havia sido postado neste blog no post "O acaso funciona, do início ao fim...", a 24 de Fevereiro de 2008.

0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução