Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
terça-feira, 17 de junho de 2008

Mutações ao acaso destroem genes mais facilmente do que constroem

The Edge of Evolution - Michael BeheMichael Behe tem um novo post no seu blog que fala sobre o trabalho de Richard Lenski com mutações de E. coli. Enquanto Lenski interpreta as suas observações como mostrando a peculiaridade da natureza da evolução, Behe tem uma perspectiva diferente:

Penso que os resultados encaixam-se muito melhor no ponto de vista do The Edge of Evolution. Um dos principais pontos do livro era de que se apenas uma mutação é necessária para conferir alguma capacidade, então a evolução darwiniana não tem problemas em encontrá-la. Mas se é necessária mais do que uma, a probabilidade de conseguir todas as mutações certas cresce exponencialmente, para pior.

(por Anika Smith)

Comprar o livro?

      
Ao comprar o The Edge of Evolution: The Search for the Limits of Darwinism...


Ver também os posts relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução