Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 21 de novembro de 2009

O Design Inteligente do Audi A4 2.0 TDI, e o Cubo de Rubik (VÍDEO)

Este anúncio publicitário é fantástico! O cubo de Rubik foi usado como metáfora para a complexidade, precisão e rigor necessários para construir um carro, neste caso o novo Audi A4 2.0 TDI.
O Audi A4 é sem dúvida produto de um design inteligente. Realmente achei a ideia por trás do anúncio muito interessante e bem conseguida, e sugestiva do design, do bom design. Vejam o vídeo:



Sim, inicialmente o vídeo fez-me pensar no design e na capacidade que todos temos de detectar o design no mundo que nos rodeia. Mas após alguma atenção a forma como o cubo é apresentado passou a parecer-me mais uma metáfora do oposto, mais uma representação da visão evolucionista para o aparecimento da complexidade. Porquê?

Reparem como no vídeo o Cubo de Rubik se movimenta sozinho, sem qualquer agente inteligente a actuar. Imaginem os movimentos de rotação horizontais do cubo como sendo as mutações. E os movimentos de rotação verticais como sendo a selecção natural que filtra as mutações... Pois é, ficamos com uma metáfora perfeita da Teoria da Evolução. As várias peças vão-se combinando por acção das mutações + selecção natural, embora ninguém saiba muito bem em que direcção estas vão rodar o sistema, os defensores do Cubo de Rubik evolucionista continuam a afirmar que ele vai ficar girando e aumentando cada vez mais a complexidade ao longo de muitos milhões de anos, chegando a um nível de complexidade muito, mas muito superior a qualquer Audi, como por exemplo a complexidade da máquina que é o corpo humano.
Cada uma das peças é suficientemente complexa para que nem todos acreditem que o Cubo pode gerar aquele carro. Os críticos desta visão evolucionista alegam que não só cada uma das peças é complexa mas que cada uma delas parece ter sido projectada para funcionar em conjunto com as restantes. Mas os darwinistas não, estes continuam a achar que aquelas peças podem ter surgido através de um numero infinito de cubos de rubik movidos pelas mesmas forças mágicas das mutações e selecção natural, actuando desde as origens.

Claro que todos sabemos que o novo Audi A4 2.0 TDI não foi gerado por um grande Cubo de Rubik como o que vemos no vídeo... como é óbvio todos sabemos que o novo Audi A4 2.0 TDI surgiu da inteligência criativa do ser humano, de um projecto de engenharia detalhado, com objectivos bem definidos, com optimização de sistemas complexos até ao produto de design final...

E até sabemos que houve uma inteligência por trás do vídeo e que o cubo de rubik criando um automóvel é apenas uma ideia interessante para um anúncio publicitário... ;)

P.S. - Vejam o anúncio publicitário do Honda Accord, também muito interessante para os evolucionistas, rsrsrs.

0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução