Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 20 de março de 2010

Adaptação dos Escorpiões das Cavernas Não É Irreversível

Análise Filogenética dos Escorpiões das Cavernas Mexicanas Sugere que a Adaptação às Cavernas Não é Irreversível

"Escorpiões cegos que vivem nas profundezas das cavernas escuras estão a lançar luz sobre um pressuposto de longa data de que as adaptações especializadas são becos sem saída evolucionários irreversíveis. De acordo com uma nova análise filogenética da família Typhlochactidae, os escorpiões que vivem actualmente mais perto da superfície (debaixo de pedras) evoluiram de forma independente em mais de uma ocasião a partir de antepassados adaptados à vida ainda mais abaixo da superfície (em cavernas)."

Fonte: ScienceDaily

Artigo Cientifico Sobre os Escorpiões das Cavernas:

"A filogenia dos Typhlochactidae desafia a sabedoria convencional de que a especialização ecológica é unidireccional e irreversível, falsificando a Lei de Cope dos não-especializados e a Lei de Dollo da irreversibilidade evolutiva. O troglobitismo não é um beco sem saída evolutivo: os escorpiões endógenos evoluíram de ancestrais hipóginos em mais de uma ocasião."

Original em inglês:

Troglomorphism, trichobothriotaxy and typhlochactid phylogeny (Scorpiones, Chactoidea): more evidence that troglobitism is not an evolutionary dead-end

Lorenzo Prendini a,*, Oscar F. Francke b and Valerio Vignoli c
a Division of Invertebrate Zoology, American Museum of Natural History, Central Park West at 79th Street, New York, NY 10024-5192, USA ; b Departmento de Zoologia, Instituto de Biología, Universidad Nacional Autónoma de México, Apto Postal 70-153, Coyoacán, 04510 México ; c Department of Evolutionary Biology, University of Siena, Via Aldo Moro 2-53100, Siena, Italy

*Corresponding author:
E-mail address: lorenzo@amnh.org


ABSTRACT
The scorpion family Typhlochactidae Mitchell, 1971 is endemic to eastern Mexico and exclusively troglomorphic. Six of the nine species in the family are hypogean (troglobitic), morphologically specialized for life in the cave environment, whereas three are endogean (humicolous) and comparably less specialized. The family therefore provides a model for testing the hypotheses that ecological specialists (stenotopes) evolve from generalist ancestors (eurytopes) and that specialization (in this case to the cavernicolous habitat) is an irreversible, evolutionary dead-end that ultimately leads to extinction. Due to their cryptic ecology, inaccessible habitat, and apparently low population density, Typhlochactidae are very poorly known. The monophyly of these troglomorphic scorpions has never been rigorously tested, nor has their phylogeny been investigated in a quantitative analysis. We test and confirm their monophyly with a cladistic analysis of 195 morphological characters (142 phylogenetically informative), the first for a group of scorpions in which primary homology of pedipalp trichobothria was determined strictly according to topographical identity (the "placeholder approach"). The phylogeny of Typhlochactidae challenges the conventional wisdom that ecological specialization (stenotopy) is unidirectional and irreversible, falsifying Cope's Law of the unspecialized and Dollo's Law of evolutionary irreversibility. Troglobitism is not an evolutionary dead-end: endogean scorpions evolved from hypogean ancestors on more than one occasion.

Fonte: Cladistics


0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução