Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O darwinismo é falseável ?

Michael Behe, bioquímico norte-americano, professor de bioquímica da universidade de Lehigh, fala sobre a questão do Design Inteligente ser ou não falseável e do Evolucionismo ser ou não falseável.


Tradução do que diz Behe no vídeo:

"A Academia Nacional de Ciências objectou que o design inteligente não é falseável, e eu penso que o que é verdade é precisamente o oposto. O design inteligente está bem aberto à falseabilidade. Eu alego, por exemplo, que o flagelo bacteriano não pode ser produzido pela selecção natural; ele precisava de ter sido deliberadamente projectado. Bem, tudo o que um cientista tem que fazer para provar que estou errado é pegar numa bactéria sem flagelo, ou eliminar os genes do flagelo numa bactéria, ir para o seu laboratório e desenvolver a bactéria por um longo período e ver se ele produz alguma coisa que se assemelhe a um flagelo. Se isso tiver acontecido, o design inteligente, como eu o entendo, terá sido 'apanhado'. Eu certamente não espero que isso aconteça, mas é facilmente falseável por uma série dessas experiências.

Agora vamos colocar a questão ao contrário, Como é que nós falseamos a afirmação de que foi a selecção natural que produziu o flagelo bacteriano? Se esse mesmo cientista fosse para o laboratório e eliminasse os genes do flagelo, desenvolvesse a bactéria por um longo período, e nada acontecesse, bem, ele diria que talvez não tivéssemos começado com a bactéria certa, talvez não tenhamos esperado tempo suficiente, talvez precisemos uma população maior, e seria muito mais difícil de falsear a hipótese Darwiniana.

Eu penso que o oposto é que é verdade. Eu penso que o design inteligente é facilmente testável, facilmente falseável, embora nunca tenha sido falseado."

Um comentário:

  1. Mas existe a terceira hipótese: dos agnósticos, que tambem é testável,falseável. Acessórios como o flagelo talvez não seja reductível ao LUCA (Last Universal Common Ancestor)se este existiu na Terra, como é sugerido pela teoria da abiogenese,mas sim ao LUCA sigerido pela agnóstica Teoria da Matriz/DNA, a qual apresenta um modêlo de LUCA onde ele é a Terra porem sob uma diferente teoria astronomica. A favor da Teoria Darwinista podemos lembrar que um rato pode gerar outro rato sem aplicar nenhuma inteligência, e o novo rato já possui rabo (seu flagelo), mas a favor da Teoria do Intelligent Design avisamos que os modêlos da Matriz/DNA apontam firmemente para a necessaria existência de uma unteligência gerando o Universo, tenha ela usado ou não essa inteligência pasra essa criação. E a Matriz/DNA tambem apresenta modêlos sôbre a existência dos mecanismos do flagelo muitos antes da vida surgir na Terra. Mas sempre foi assim perante os grandes mistérios: primeiro surgem dois pensamentos extremistas e antagônicos entre si, no funal se descobre que ambos estavam meio certos e meio errados pois a verdade era uma terceira alternativa mais dificil de captar.

    ResponderExcluir





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução