Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 24 de maio de 2008

Mitocôndria no comando ?

Levedura dá origem a novo conceito: o combustível da célula é o "cérebro" por trás da divisão

mitocondria levedura yeast mitochondria cellCom o custo da gasolina e do gasóleo a ficar mais perto do salário mínimo por hora, é pena que o combustível não faça mais trabalho - como decidir o caminho a tomar ou pressionar o acelerador.

Embora não seja provável que este conceito funcione para o combustível dos veículos, um novo estudo descobriu que isso é, na realidade, o que acontece nas células de levedura.

De acordo com os bioquímicos do Texas AgriLife Research, descobriu-se que a mitocôndria, o combustível da célula, é o "motorista" da divisão celular. Esta descoberta, dizem eles, pode desempenhar um grande papel na procura da cura para muitas doenças humanas.

Os bioquímicos estudaram as células da levedura e constataram que a mitocôndria, que gera 90 por cento da energia da célula, pode ser o factor decisivo - o "cérebro" - por trás de quão rápido as células se dividem.

A descoberta realizada pelo Dr. Michael Polymenis e Dr. Mary Bryk e seus grupos de pesquisa no departamento de bioquímica e biofísica da Texas A & M University foi publicada hoje no jornal de acesso livre Public Library of Science-Genetics. A pesquisa foi financiada pelo National Institute of Health.

"A descoberta muda a perspectiva tradicional da mitocôndria que era vista como um 'depósito de energia' ao serviço da célula que a acolhe, para um 'comando central' que dirige a divisão celular", disse Polymenis.

Os pesquisadores utilizaram fermento corrente de padaria - de uso corrente em pães, vinho e para fazer cerveja - porque muitos dos processos celulares da levedura são semelhantes aos das células humanas, de acordo com Bryk.

"Desde a levedura unicelular até aos mamíferos complexos, o processo é o mesmo", disse Bryk. "O objectivo de uma célula é dividir-se e crescer. O metabolismo traz 'alimento' e transforma-o em combustível e blocos de construção para a replicação do DNA e para a expressão genética. "

Mas quando estes processos falham, podem surgir doenças. Demasiada divisão celular ocorrendo muito rapidamente, por exemplo, é típico de células cancerígenas, salientou Polymenis. Por outro lado, um metabolismo deficiente - decorrente de deficiências mitocôndriais - está na raiz de danos causados a vários órgãos tais como o cérebro, coração, fígado e músculos esqueléticos.

"Todos os processos corporais que requerem uma grande quantidade de energia são afectados por esta", acrescentou Polymenis. "De fato, pelo menos 1 em cada 4000 pessoas no mundo sofrem de deficiências mitocôndriais que resultam em problemas com o desenvolvimento normal, com o controlo motor, visão, audiência, ou com a função do fígado e rins. "

Por outro lado, há momentos em que acelerar a divisão celular pode ser útil, como na cicatrização de feridas e na produção ou colheita de plantas, observou Bryk.

"Se pudermos entender o processo básico que regula a divisão celular, nós poderemos pensar em maneiras de refinar as diferentes etapas desse processo com terapêuticas para ajudar as pessoas que têm problemas com esses órgãos de alta energia", disse ela.

Polymenis disse que a investigação mostrou que quando a mitocondria de uma célula de levedura decidiu 'ligar o interruptor', o núcleo da célula - que carrega a maior parte do material genético - recebeu a mensagem e a divisão celular começou.

"Portanto, agora temos de estabelecer essa ligação," disse Polymenis. "Temos de entender como e quando a mensagem é enviada. Se soubermos como a mensagem é enviada a partir do mitocôndrias, talvez a possamos controlar."

FONTE: EurekAlert


Outros posts sobre a mitocôndria:

I - Mitocôndrias: uma peça no puzzle das nossas origens?

II - O que o nosso DNA mitocondrial Diz Sobre a Ascendência Humana?

III - A Eva Africana - quando a cultura pop se apaixona pela ciência

0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução