Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Prenda de aniversário a Charles Darwin: O Archaeopteryx

Com o 200º aniversário de Darwin ainda recente, os media estão a tentar impingir o darwinismo mais do que nunca. A MSNBC, em particular, publicou recentemente três artigos subservientes ao darwinismo que tratam das evidências da evolução. O meu objectivo aqui não é refutar exaustivamente tudo o que dizem estes artigos, mas mostrar que, para muitas das evidências que citam a favor da evolução, há um outro lado da história que não está a ser retratado. É um des-serviço informativo que os media só estejam a contar ao público uma versão dos acontecimentos.

Fracas evidências para a Transição Dino-Aves

O primeiro artigo, intitulado "9 links na transição dinossauro-para-ave" destina-se a apoiar a teoria de que as aves evoluíram de dinossauros terópodes. O artigo da MSNBC cita como sua principal evidência fóssil o Archaeopteryx, sobre o qual diz: "as penas do Archaeopteryx e a fúrcula (clavículas soldadas) típica das aves - juntamente com características Archaeopteryxreptilianas como uma longa cauda óssea, garras e dentes - são vistos como fortes indícios de que as aves evoluíram a partir dos dinossauros. "Enquanto não há dúvida de que o Archaeopteryx representa uma espécie de ave com um mosaico de algumas características dos répteis e muitas características das aves, estas observações não são evidência de uma transição, a menos que os fósseis se encaixassem numa imagem maior e coerente da evolução.

O Archaeopteryx era uma verdadeira ave, capaz de voar, mas de onde veio? Os dinossauros terópodes, dos quais se diz que o Archaeopteryx descendeu, viveram pelo menos 20 milhões de anos depois do Archaeopteryx - ver a Nature, vol. 400:58-61 (1 de julho de 1999). Isto deixa-nos numa situação surpreendente: o Archaeopteryx, uma verdadeira ave, não tem quaisquer candidatos fósseis a seus ancestrais. Uma vez que o Archaeopteryx é realmente uma ave, então a partir de qual ser vivo, se é que de algum, as aves evoluíram?

A hipótese de terópodes-para-aves tem problemas maiores do que o da ordem dos fósseis. Uma interpretação evolutiva dos dados fósseis exige que muitas características especializadas fundamentais para o voo das aves, incluindo as penas, tenham evoluído para outras finalidades que não o voo. Supõe-se que as penas tenham evoluído de escamas, mas as penas de voo são tão bem adaptadas ao voo que é difícil imaginar fases funcionais de transição entre as escamas e penas de voo totalmente funcionais. Segundo a sabedoria evolutiva prevalecente, a selecção natural não é a poderosa força motriz da evolução das características necessárias para o voo. Pelo contrário, o voo das aves tornou-se um mero acidente e um subproduto do acaso de uma coincidência morfológica. Isso não abona a favor de uma história evolutiva convincente.

E há outros problemas. O especialista em evolução das aves, Alan Feduccia, explica que a biologia do desenvolvimento desafia a hipótese terópodes-para-aves. Em todos os vertebrados que põem ovos, os dígitos (ou seja, dedos) da mão desenvolvem-se a partir de uma massa de cartilagem. Os dígitos das aves desenvolvem-se a partir dos dígitos 2, 3 e 4 da matriz cartilaginosa, mas há evidências fósseis de que os dinossauros terópodes desenvolviam os seus "dedos" a partir dos dígitos 1, 2 e 3. Isto contradiz fortemente a metodologia cladística que os evolutionistas usam para argumentar que as aves devem ser descendentes dos terópodes.

Mas se as aves não provêm dos terópodes, fica uma grande lacuna, pois não existem nas proximidades fósseis candidatos para o antepassado das aves.

Feduccia conclui: "Apesar de alguns paleontólogos' desesperadamente nos quererem levar a aceitar pela fé que a origem do voo das aves está nos dinossauros, os detalhes da origem das aves permanece esquiva depois de mais de cento e cinquenta anos." Se o Archaeopteryx é a primeira verdadeira ave conhecida, então volto a perguntar, a partir de qual ser vivo, se é que foi de algum, as aves evoluíram? O registo fóssil não nos diz. Simplesmente não existe uma imagem coerente da evolução através desta forma transitória. Talvez a melhor explicação é a de que o Archaeopteryx representa uma forma mosaico onde um projectista criativo utilizou a criatividade para produzir uma variação de um modelo.

O site da MSNBC também faz um grande destaque para evidências altamente circunstanciais e desinteressantes. O site afirma que alguns dinossauros punham 2 ovos de uma vez, e que os pais dinossauros guardavam os ovos. Duas questões: Porque é que isto é uma evidência impressionante de que as aves são descendentes de dinossauros terópodes, e como eles sabem que isto foi assim de facto? Muitas espécies põem ovos (de número variável), e frequentemente os progenitores envolvem-se com a protecção das crias. O artigo também cita uma característica típica das aves presente em algumas ossadas de dinossauros terópodes - a "pneumatização"- em que "sacos de ar do pulmão invadem o osso". Mas novamente, já há muito se sabe que dinossauros não-terópodes muito afastados das aves têm também pneumatização dos seus ossos, por isso esta evidência também não é particularmente interessante. A MSNBC ainda cita o facto de alguns terópodes serem pequenos como outra peça de evidência impressionante de que as aves evoluíram a partir dos terópodes. Perdoe-me se isso me parece com evidências circunstanciais sem qualquer relevância.

Por fim, a história cita dinossauros que alegadamente teriam penas. Supondo-se que eles encontraram verdadeiras penas, e não "pelos de dinossauro", não vale nada que, como Alan Feduccia observa, muitos desses alegados dinossauros com penas estejam "repletos de características secundárias de aves não voadoras", o que significa que eram verdadeiras aves que haviam perdido sua capacidade de voar e não são intermédios evolutivos. Discuti este assunto em detalhe no "É o último 'Dinossauro com Penas' na verdade uma Ave Que Perdeu a Capacidade de Voar?".

Apesar das fracas evidências que sustentam esta história evolucionária, Phillip Johnson fornece uma análise lúcida e caritativa da importância do Archaeopteryx: "O Archaeopteryx é no conjunto um ponto a favor dos Darwinistas, mas quão importante ele é? Pessoas que observam a evidência fóssil como Darwinistas convictos vão ver uma deslumbrante confirmação, mas os cépticos verão apenas uma excepção isolada a um padrão consistente da não-confirmação fóssil.


(por Casey Luskin)




Vejam alguns dos posts relacionados:




0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução