Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
sábado, 30 de janeiro de 2010

O fóssil Ardipithecus ramidus

O Ardipithecus ramidus foi promovido a uma das histórias de ciência do top de 2009.

Produzido por Robert Frederick e Michael Torrice.

Se hoje perguntássemos a alguém na rua qual seria o aspecto dos primeiros ancestrais dos humanos. Provavelmente diriam: bem, seria parecido com a "Lucy", e antes disso seria parecido com um chimpanzé. O que os fósseis que estão a ser descritos [o Ardipithecus ramidus] hoje na Science dizem é que essas duas conclusões estão incorrectas.

Mais de um milhão de anos mais antigo do que a "Lucy", o Ardipithecus ramidus possibilita uma visão das primeiras formas de vida hominídea. Estes vídeos têm entrevistas com o Co-director do Projecto, Tim White (University of California, Berkeley), a correspondente da Science, Ann Gibbons, e o paleoantropologo Andrew Hill (Yale University), e ainda C. Owen Lovejoy e Giday WoldeGabriel.

A Ida [Darwinius masillae] também foi anunciada como uma grande descoberta, que teria o mesmo impacto da queda de asteróide no mundo da paleontologia. A Ida foi chamada de monalisa, o fóssil, mas depressa caiu da sua ascensão meteórica, perdendo depois o estatuto de ancestral.

O Tiktaalik roseae foi anunciado como o fóssil de transição entre os peixes e os animais terrestres de quatro patas. Mas apareceu um tetrápode vindo de onde menos se esperava, de um período anterior ao suposto elo de transição dos evolucionistas, com quatro patinhas, num período onde era suposto haver só barbatanas. E lá ficou o Tiktaalik no charco e os darwinistas amuados por mais uma vez terem sido contrariados. rsrs

Por enquanto o Ardipithecus ramidus tem o mérito de já ter vindo desmanchar muitas fantasias produzidas anteriormente pelo pensamento darwinista para a evolução humana. Mas vamos ver por quanto tempo vão durar as novas fantasias que rapidamente foram produzidas para substituir as que foram destruídas por esta descoberta, vamos ver quanto tempo vai também permanecer o Ardi com o estatuto de grande descoberta cientifica.

Vejam também os posts:

0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução