Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
domingo, 24 de maio de 2009

O Lemur IDA e a manipulação dos meios de comunicação

Ida - Darwinius masillaeIDA, a criatura semelhante a um Lemur, tem recebido alguns altos elogios por parte dos Darwinistas mais proeminentes. David Attenborough anunciou com confiança que o elo que faltava "já não está faltando", mas a forma como as evidências foram apresentadas e manipuladas levantou suspeitas de manipulação mediática, especialmente por parte do correspondente de ciência do London Times, Mark Henderson; que pareceu bastante irritado.

Mais informações sobre a Ida: reivindicações exageradas e um precedente preocupante

Mark Henderson relata que surgiram dúvidas agora que outros tiveram finalmente acesso ao fóssil e sugere que a Ida não está relacionada com «nada que existe hoje". Embora Ida seja um fóssil importante, ele escreve que "ela não é isso tudo" e afirma que os investigadores não forneceram evidências suficientes para justificar as suas reivindicações. Ele argumenta que isto é ...

"... especialmente grave dado o ataque súbito de publicidade por trás da Ida ... um livro popular, um documentário, um website, e uma exposição, foram lançados na retaguarda deste achado, antes de ter recebido pleno escrutínio científico".

Henderson comenta que os pesquisadores parecem ter apressado o seu trabalho «para se encaixar com o calendário dos meios de comunicação". Foram vendidos direitos a alguns meios de comunicação, incluindo a BBC, e isso moldou a forma como a evidência foi estudada e e apresentada. Os jornalistas de ciência sem aquele acesso privilegiado não tiveram tempo suficiente para avaliar adequadamente a história. Henderson escreve;
"Será que é correcto que o pleno acesso a importantes e controversas descobertas de investigação seja restringido pelos autores, aos meios de comunicação que melhor se encaixam na sua estratégia publicitária? Especialmente quando o dinheiro mudou de mãos?"

Henderson termina corrigindo uma afirmação anterior;
"houve um lamentável erro no gráfico que acompanhou o meu artigo. Um rascunho anterior foi impresso por engano. Darwinius masillae não é um antepassado directo dos lemurs/lorises e símios/macacos. Parece que está sobre o ramo símio/macaco, após o último ancestral comum de ambos os grupos, e pode muito bem ser um antepassado directo de absolutamente nada do que existe hoje. "

(por Andrew Sibley)


Posts relacionados:


0 comentários:

Postar um comentário





Related Posts with Thumbnails
A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução