Home Favoritos Donativos RSS
counter

 
domingo, 25 de janeiro de 2009

Falseadas as Predições de Darwin

Cornelius G. Hunter, conhecido pelos seus livros "O Deus de Darwin", o "A Prova de Darwin" e o livro "O Ponto Cego da Ciência: A Religião Que Não se Vê no Naturalismo Cientifico", acaba de criar um novo site sobre a Evolução Darwinista. Intitulado As Predições de Darwin, este site é um "documento vivo", em que Hunter pretende actualizar as informações conforme for necessário.

A partir do "Sumário Executivo" Hunter escreve:

Darwin - PredictionsMuitas previsões da evolução, foram falseadas, inclusive expectativas fundamentais. Os evolucionistas têm acrescentado explicações à sua teoria para dar conta destas descobertas problemáticas. A desvantagem é que isto complica muito a teoria. É suposto que as Teorias científicas sejam parcimoniosas, explicando futuras descobertas com explicações simples em vez de explicar os últimos achados com explicações complicadas.

Portanto os evolucionistas são confrontados com um dilema precisão-versus-parcimónia. As descobertas científicas tornam a sua teoria original imprecisa. Ou seja, a teoria não se ajusta bem aos dados empíricos. A única maneira de aumentar a precisão da evolução é a teoria complicar tremendamente e sacrificar a parcimónia. Os evolucionistas têm preferido parcimónia mais baixa sobre baixa precisão, mas de qualquer forma a teoria é problemática.

A teoria da evolução tem falhado constantemente e como consequência, tem aumentado em muito complexidade, mais do que a que Darwin jamais imaginou. Portanto a evolução não é uma boa teoria científica e, neste sentido, é comparável ao geocentrismo. Ambas as teorias aumentaram em complexidade em resposta às evidências do mundo natural, acrescentando epiciclo sobre epiciclo.

Em flagrante contraste com estes problemas de evidências, os evolucionistas acreditam que a sua teoria é um facto. A evolução é um facto, dizem eles, como a gravidade é um facto [ver o post "A Gravidade e a Teoria da Evolução"]. Este notável crédito é um indicador de que há mais na evolução do que simplesmente uma teoria científica. À luz das evidências científicas, a alegação de que a evolução é um facto pode parecer ser um absurdo. Mas não é.

Considerar a evolução um facto é uma consequência necessária das suposições metafisicas que os evolucionistas fazem. Hipóteses metafisicas são hipóteses que não derivam de ciência. Elas são feitas independentemente da ciência. Estes pressupostos metafísicos que os evolucionistas fazem seriam difíceis de defender como necessariamente verdadeiros fora de círculos evolutivos, mas dentro de evolução a sua verdade não é controversa. Tudo isto significa que os problemas científicos com a evolução são relegados para perguntas sobre como a evolução ocorreu. A ciência não pode incidir sobre questões de saber se ocorreu ou não a evolução.

Existe uma grande quantidade de material aqui e Hunter tem feito um trabalho magistral de cuidadosa pesquisa e documentação sobre tudo o que ele escreve. O grande número de previsões evolutivas que foram falseadas e as tentativas extenuantes dos Darwinistas para as explicar são apresentadas em informação altamente detalhada.

Apreciem!

(por DonaldM)

Sorry, o site de Hunter está em inglês. Mas já foram abordadas neste blog várias predições falhadas de Darwin, que vale a pena reler:



  • As ideias erradas de Darwin
  • O Grande Erro de Darwin — o Gradualismo



  • 0 comentários:

    Postar um comentário





    Related Posts with Thumbnails
    A origem da vida não é consensual. A evolução dos seres vivos não é consensual. A teoria de Lamarck, a teoria de Darwin, e outras, propuseram a transformação dos seres vivos ao longo do tempo.

    Mas o evolucionismo e o darwinismo não explicam de forma satisfatória a complexidade dos seres vivos. A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.


    Este blog trata de Design Inteligente, Darwinismo e Teoria da Evolução